Cuidados na depilação íntima

1.358

A depilação íntima é um ritual que fornece conforto e higiene, mas também exige cuidados mínimos. Afinal, este tipo de procedimento tem tendência a tornar-se instável nas mãos de quem desconhece os pormenores.

  • Tenha atenção ao remover os pêlos; deve manter alguns pelo facto de actuarem como uma barreira protectora contra a entrada de resíduos infecciosos.
  • Manter uma quantidade excessiva de pêlos no corpo não é recomendável e convém estabelecer um meio termo, já que dificultam a higiene e acabam por acumular impurezas que facilitam a proliferação de microorganismos.
  • Antes de realizar a depilação íntima, caso a cera não seja descartável, pode virar foco de fungos e bactérias que provocam vários tipos de infecção. Esteja bem atenta.
  • Hidrate externamente a região depois da depilação, pois a cera resseca.
  • A menstruação potencializa a dor devido à libertação da prostaglandina, e aí as mulheres tendem a reter líquidos nesse período. O inchaço comprime as terminações nervosas e a sensibilidade à dor aumenta.
  • Na virilha pode usar cera quente ou fria, a lâmina, aparelho eléctrico ou laser
  • A lâmina é indicada para mulheres que possuam pêlos mais finos e claros e pode ser realizada durante o banho
  • Os aparelhos eléctricos podem depilar através do corte ou da tracção. Por corte torna-se ideal para mulheres com pêlos finos e claros
  • No caso da tracção, o procedimento é doloroso, mas a depilação deverá ser repetida somente após um mês.
  • A higienização do local deve ser feita com frequência com o uso de sabonete líquido
  • Pode fazer uma esfoliação semanal para evitar infecções
  • Evitar o uso diário de absorventes

São imensos os cuidados a tomar, isso é certo, mas são essenciais para que tudo corra bem e não acabe por contrair infecções. No entanto, os custos acabam por ser menores e bem no conforto do seu espaço pessoal.

você pode gostar também Mais do autor

link | refinansiere kredittkortgjeld | billige forbrukslån på dagen