10 dicas para gerir o seu orçamento familiar

1.029

gerir orçamento familiar

 

Nos dias de hoje, gerir o orçamento familiar é uma tarefa que está muito dificultada devido aos gastos em impostos que todos temos e, por vezes torna-se muito dificil conseguir que este dure todo o mês.

Para a ajudar a gerir o seu dinheiro mensal, damos-lhe, de seguida, algumas dicas de ajustes dos hábitos de consumo que a poderão ajudar.

 

 

 

1º. Comece por organizar as suas contas. Verifique o seu rendimento mensal, quanto é que gasta e em que é que gasta. A partir da sua conclusão, determine as prioridades no seu orçamento.

2º. Não tenha mais de um cartão de crédito. Quanto mais cartões de crédito tiver, menos controlo vai ter na quantidade de dinheiro que gasta, além de ter imensos gastos desnecessários em impostos. Desfaça-se dos cartões, ficando apenas com um. O melhor é mesmo que se desfaça de todos os cartões e comece a usar dinheiro em efetivo ou usar o cartão de débito.

3º. Para as compras, faça uma lista e compre somente o que necessita. Resista às tentações e promoções que encontra no supermercado. Não se desvie da sua lista.

4º. Em vez de comprar água engarrafada, café nas cafeterias, e bolachinhas para acompanhar esse café, tenha uma garrafa própria para a sua água, compre um termo para levar o seu café de casa e compre um pacote de bolachas. Prepare o seu lanche da manhã em casa e leve-o para o seu local de trabalho, em vez de ir comer todos os dias fora. Com estes simples ajustes, vai notar ao fim do mês que poupou muito dinheiro.
5º. Planeie as suas férias fora de temporada. As transportadoras aéreas e os hotéis baixam os preços durante as “temporadas baixas”. Vá de férias nessas datas, pois assim receberá os mesmos serviços a menor preço e assim evitará também os grandes aglumerados de pessoas das temporadas altas.

6º. Encha o depósito de gasolina nas estações onde esta esteja mais barata. Se lhe for possível, deixe o seu automóvel em casa um ou dois dias por semana e vá para o trabalho de tranportes publicos.

7º. Não use o “shopping” como terapia. A maioria de todas nós, quando estamos tristes, vamos fazer compras, porque nos levanta o ânimo. Aprenda a comprar, pensando calmamente, perguntando-se a si própria se “realmente necessito?” Se não necessita, vai ficar triste por não comprar, mas irira ficar ainda mais triste quando se desse de conta que comprou algo desnecessário, e que desperdiçõu dinheiro.

8º. Eleja bem o seu guarda-roupa comprando roupas básicas. Compre cores clássicas que poderão ser combinadas com quase todo o tipo de roupa. Poderá ter muitos estilos com apenas 4 peças de roupa, se as souber combinar entre si.

9º. Procure qualidade. Como se diz: O barato sai caro. Deve aprender a distinguir entre uma boa oferta e um mau negócio.

10º. Prepare uma conta para as emergências. Os imprevistos existem e é necessário estar-se preparado para quando eles aparecem. Dedique entre 5 e 10% do seu orçamento num plano de poupança. Ser poupado não significa ser forreta. Ainda que os separe uma linha muito fina, o ser poupado evita gastos desnecessários sem se privar ou privar as pessoas que nos rodeiam, de satisfazer alguma vontade.

 

Para além destas dicas, deve ter sempre presente que não deve gastar mais do que ganha. Esta é a dica fundamental para que o seu orçamento chegue para todo o mês. Assim não entrará em numeros vermelhos quando receber o seu próximo salário.

Seja constante ao praticar estes hábitos. É provável que os resultados se comecem a verificar num par de meses. Tudo depende de como se encontre a sua situação financeira atualmente, mas com um pouco de ordem e disciplina, vai conseguir.

loading...

você pode gostar também Mais do autor

forbrukslån rimelig | forbrukslån uten fast jobb | lån til ny bil